Educação

4 dicas de como fazer um planejamento anual para minha escola

Com a chegada de um novo ano letivo, é comum que um gestor educacional tenha dúvidas sobre como fazer um planejamento anual. É importante ressaltar que essa preparação deve ser feita antes do início das aulas para nortear os trabalhos do ano todo.

Além disso, é o planejamento que define a imagem da instituição e aponta rumos para uma educação de qualidade. Ele deve ser constituído por metas e objetivos previamente traçados, que produzirão efeito em curto e longo prazo.

No post de hoje, vamos apresentar 4 dicas de como fazer um planejamento anual para a sua escola. Confira!

1. Identifique o objetivo do plano escolar

O primeiro passo da estruturação de um planejamento anual é saber como fazê-lo. Em seguida, é preciso determinar o que se deseja alcançar com ele. Como a maioria dos planos são orientados por prazos determinados, vale lembrar que, nesse caso, o prazo é de um ano.

Os planos permitem ter uma visão do que ocorrerá na escola a cada semana, mês ou ano. Geralmente, são desenvolvidos após uma avaliação de desempenho ou no início de um novo projeto. Também podem ser resultado de reuniões de planejamento estratégico realizadas com bastante antecedência.

No âmbito acadêmico, os planos de trabalho podem ajudar os estudantes a elaborar um itinerário para seus projetos de vida. Existe, ainda, a vantagem de auxiliar os professores no planejamento do material didático utilizado. Por fim, a instituição deve manter um registro de seus êxitos ao comparar planos executados.

2. Estabeleça metas e objetivos

As metas e objetivos devem representar o que se deseja alcançar por meio do trabalho ao longo do ano. Também é recomendável considerar as diferenças entre metas, que são gerais, e os objetivos, mais específicos.

As metas devem ter foco no panorama geral do projeto. Explicite ao máximo o resultado esperado com o seu plano de trabalho e mantenha-o num âmbito amplo. Um exemplo, para uma escola de ensino médio, é estabelecer como meta ter maior número de alunos egressos da instituição aprovados em universidades.

Os objetivos, por sua vez, devem ser específicos e alcançáveis. Em outras palavras, devem ser retirados da lista à medida que forem cumpridos. No caso de objetivos que variam consideravelmente, recomenda-se dividi-los em categorias de acordo com o prazo (curto, médio e longo).

Ao escrever o texto de seu plano, os objetivos devem utilizar verbos de ação com significado específico (planejar, alcançar, dobrar, incrementar e diminuir). Evite verbos com significados imprecisos ou ambíguos, como examinar, compreender, refletir, entender, saber etc.

3. Explicite os recursos da instituição

Inclua tudo o que será necessário para alcançar suas metas e objetivos. Os recursos devem variar de acordo com a finalidade educativa. Por exemplo, diferentemente de uma faculdade, uma escola infantil precisa contar com brinquedos e espaços destinados ao público infantil.

No âmbito do trabalho, os recursos podem incluir elementos como recurso financeiro e pessoal, consultorias, estrutura física e livros. Se o seu plano for mais formal, essa parte pode vir no apêndice.

No âmbito acadêmico, os recursos podem ser o acesso a diversas bibliotecas, materiais de pesquisa (livros, periódicos e enciclopédias), acesso à Internet por meio de bons computadores, bem como professores e outras pessoas que atuem conjuntamente na constituição do espaço escolar.

4. Entenda a importância de seguir o planejamento

Compreender como fazer um planejamento anual é uma tarefa que requer trabalho em equipe. O plano abrange um conjunto de atividades e ações sistemáticas. Para colocá-las em prática, é necessário combinar o uso de diferentes tipos de recursos.

Além disso, o plano é orientado para a realização de objetivos e metas previamente fixados. Por isso, deve ser realizado em tempo e espaço determinados.

Por fim, vale lembrar que estruturar um planejamento anual propicia as seguintes vantagens:

  • concretiza e ordena as ações, o que permite calcular os custos e estabelecer um cronograma de execução;
  • é uma referência na hora de executar, controlar e avaliar os resultados;
  • facilita a participação da comunidade beneficiada;
  • é um bom instrumento para pedir ajuda e colaboração de outras pessoas e instituições.

Gostou de entender melhor como fazer um planejamento anual para sua escola? Tem alguma dica a acrescentar para outros gestores no campo da educação? Deixe o seu comentário logo abaixo!

Você também pode gostar
Saiba quais são os 5 tipos mais comuns de pesquisas em educação
Dicas incríveis para sua IES melhorar a nota no ENADE
5 vantagens das atividades extracurriculares para a sua escola

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This
Bitnami